Afeganistão! Uma década depois…


The Case for Calling Them Nitwits
Por Daniel Byman e Christine Fair
Julho/Agosto, 2010 – Atlantic Magazine

Nowhere is the gap between sinister stereotype and ridiculous reality more apparent than in Afghanistan, where it’s fair to say that the Taliban employ the world’s worst suicide bombers: one in two manages to kill only himself. And this success rate hasn’t improved at all in the five years they’ve been using suicide bombers, despite the experience of hundreds of attacks—or attempted attacks.

Surprise! Playing God in Afghanistan Will Take Longer Than Once Thought
Por Malou Innocent
Junho 10, 2010 – HuffingtonPost

After nearly a decade at war in Afghanistan, after billions of international investment, funding and training its military, enforcing Western rule of law, and foreign values and customs, NATO and the United States have collectively failed, and in the process, have demonstrated the failure of nation-building.

Sábado foge à regra

A Sábado entrou mal em 2010. “Reduziu a circulação paga (banca + vendas + assinaturas) em 7,49%, para 71.765 exemplares, nos dois primeiros meses do ano, de acordo com o último relatório da Associação Portuguesa de Controlo de Tiragem e Circulação (APCT)”.

Para agravar o cenário, durante o mesmo período, a concorrente directa “Visão registou um crescimento em circulação paga (+0,14%) para os 97.254, tendo ultrapassado a Sábado nas vendas em banca”. Continue reading

Yahoo! Meme

ymemelogoHoje comecei a utilizar o Yahoo! Meme. Não é um clone do Twitter, nem do Friendfeed ou Jaiku.

Está mais próximo do Tumblr. Existem semelhanças estéticas e o Yahoo! Meme também permite a publicação de texto, imagem, vídeo e música. É ainda possível “repostar” as actualizações dos nossos contactos. Continue reading

Aliança Google-Apple

Nos últimos anos, as duas empresas trabalharam unidas contra um inimigo comum chamado Microsoft.

Como a Apple nunca teve ambições de transformar-se num motor de pesquisa suportado por publicidade contextual, nem o Google manifestou intenções de desenvolver um sistema operativo e hardware, o namoro de conveniência resultou.

Ao fim deste tempo, ambas as empresas trabalharam autonomamente, mas em sintonia. Em 2006, o CEO do Google, Eric Schmidt, até integrou a equipa de administração da Apple. Os resultados foram francamente positivos: a Apple aumentou a quota de mercado em quase todos os mercados internacionais e o Google solidificou a sua dominância online, sempre com a Microsoft tida como perdedora.

Continue reading

Estado fomenta amadorismos…

Subscrevo os artigos do FAIL Blog por correio electrónico. Está repleto de situações divertidas. É o género de blogue que oferece conteúdos de digestão rápida que não me importo de consultar.

Sou um grande entusiasta do Gmail. Embora contínue na versão beta desde o seu lançamento em 2004, também não me importo de utilizá-lo como plataforma de correio electrónico principal. Mesmo na versão beta, é melhor que a concorrência. Continue reading

Turismo

“Queremos lançar uma campanha para encorajar os portugueses a passarem mais férias em Portugal. Os portugueses passam menos férias no seu país do que, por exemplo, os espanhóis e os franceses”, disse o ministro da Economia, Manuel Pinho.

O Turismo de Portugal decidiu reformular a sua estratégia de promoção para 2009. No dicionário português, isto significa que vão ser investidos mais 30 milhões de euros para promover o País junto das companhias aéreas estrangeiras. Acrescentem ainda mais quatro milhões de euros para a apresentação de Portugal como destino turístico junto dos portugueses. Continue reading

Microblogging

Visão LinkNa última quinta-feira, 11 de Dezembro, a Visão Link publicou uma reportagem sobre o Twitter (pdf aqui). Como seria de prever, fazem uma abordagem didática da ferramenta. O que será uma decisão acertada para quem desconhecia o Twitter, certamente a maioria da audiência da Visão Link. Pelo contrário, fica um certo sentimento de insaciedade entre os utilizadores frequentes, desejosos por serem surpreendidos com algo novo.

Apesar de todo o entusiasmo em torno do Twitter, convém lembrar quatro motivos de insatisfação que caracterizam o microblogging.

1) Não existem assim tantas opções no mercado. Temos o Twitter, o Friendfeed e o Identica. Já não temos o Pownce e o Jaiku congelou no tempo quando foi adquirido pelo Google.

2) Continua a ser difícil gerir a nossa própria informação nestes serviços. Muitas vezes não encontro links ou comentários que publiquei na minha conta de Twitter. Aliás, será que nestes serviços conhecem o princípio da portabilidade de dados?

3) Demasiados pontos de falha: desde a invasão dos spammers ou a dependência externa dos sistemas de encurtamento de endereços (da mesma forma que todos os dias aparecem novos tinyurls, também desaparecem outros que deixam milhares de links quebrados).

4) Para além da força dos utilizadores individuais, que geram discussões interessantes, são residuais os utilizadores em representação de organizações que já deram utilizações imaginativas aos serviços de microblogging. Uma situação especialmente lamentável entre os meios de comunicação social, que deviam compreender e ajustar-se aos novos canais de distribuição de conteúdos. Para não dizer que deviam estar na vanguarda.

Amazon EC2 disponível na Europa

A Amazon Web Services agora permite criar instâncias do EC2 em território europeu, na Irlanda. Mais uma boa notícia vinda da empresa de Jeff Bezos, sobretudo por permitir menores latências para o território europeu.

O modelo de negócio da plataforma EC2, baseado no pay-as-you-go, assume-se ainda mais como uma alternativa às tradicionais empresas de alojamento dedicado, que exigem períodos de fidelização alargados para conseguirem oferecer preços mais competitivos.